Brownie Bistrô
dezembro 5, 2018
América Marketing & Design
dezembro 28, 2018
Exibir tudo

Empreendedorismo Feminino

Há um ano, li uma reportagem na https://exame.abril.com.br/negocios/o-cenario-do-empreendedorismo-feminino-no-brasil/ sobre Empreendedorismo Feminino, e confesso que quando li não me tocou…mas hoje entendo e quero compartilhar um parte dessa reportagem com vocês e depois falar minha opinião de que Empreender pode ser realmente transformador para homens e mulheres, mas falarei principalmente de nós!!!

“Empreender é transformar, gerar movimento. Quem abre uma empresa cria produtos, estabelece novos relacionamentos com fornecedores e colaboradores, gera emprego e renda e se esforça para atender à demanda de clientes cada vez mais atentos e exigentes. Nesse cenário de constante desenvolvimento, a liderança feminina tem ganhado cada vez mais força no mercado.

As mulheres têm aumentado sua representatividade e inovado nas formas de trabalho. Com elas, surgem também novos desafios e oportunidades para serem exploradas nos negócios. Na mesma medida em que as empreendedoras contribuem para o desenvolvimento do país, elas também investem na educação de suas famílias e,assim, possibilitam o crescimento de mais pessoas. O empreendedorismo feminino tem toda essa força. E é também expressivo em termos numéricos.

De acordo com o levantamento mundial Global Entrepreneur ship Monitor 2017, que no Brasil é realizado em parceria com o Sebrae, mais de metade dos novos negócios abertos em 2016 foi fundada por mulheres. Elas são mais escolarizadas do que os homens empreendedores e atuam, principalmente, no setor de serviços. “A taxa de empreendimentos iniciados no país, desde 2007, oscila entre 47% e 54% para homens e mulheres. Em 2016, a taxa foi de 48,5% para homens e 51,5 % paramulheres”, afirma a especialista em empreendedorismo Hilka Machado, professorada Universidade do Oeste de Santa Catarina. Sinal de que o número de homens e mulheres interessados em empreender é proporcional há anos…”

Na minha opinião as mulheres por natureza são mais detalhistas e por isso possuem uma visão mais sistemática e analítica do negócio como um todo, além disso, elas conseguem criar relacionamentos mais facilmente, o que é uma grande vantagem competitiva no mercado.

É muito comum as mulheres pensarem em abrir o seu próprio negócio ou trabalharem por conta própria após a maternidade. A flexibilidade de tempo e a conquista da independência financeira são na minha visão, os principais fatores que atraem o público feminino para empreendedorismo. E, sou muito grata por ter descoberto uma ferramenta que me proporcionou empreender e entender este mundo, antes da maternidade.

Mas como eu, se você já pensa em liberdade de horários, ganhos por meritocracia, pesquise e reflita sobre ser dona do seu próprio negócio…e eu tenho uma ótima dica para te dar! Me procure, amarei conversar com você…

Você mulher, tem MUITO poder. Você é forte, guerreira, amiga…

Você mulher, mãe, esposa, pode SIM ser dona do seu próprio negócio.

Empreenda.Empodere-se!!!

Beijos da Nessa Araujo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp Fale Comigo!